Você conhece os encantos da Chapada dos Veadeiros?

Um dos lugares mais preservados do Brasil e com paisagens de tirar o fôlego, a Chapada dos Veadeiros é uma região com riquíssima biodiversidade e um destino de ecoturismo perfeito, por isso o escolhemos para nossa viagem em família de final de ano. Apesar de termos viajado em pleno período das chuvas em todo o Planalto Central, pegamos dias maravilhosos de sol intenso!

Almécegas I é uma das cachoeiras imperdíveis! Com um visual belíssimo, a partir do mirante, também oferece a oportunidade de um banho relaxante em águas transparentes.

Almécegas I é uma das cachoeiras imperdíveis! Com um visual belíssimo, a partir do mirante, também oferece a oportunidade de um banho relaxante em águas transparentes.

Localizada no estado de Goiás, a cerca de 230 quilômetros de Brasília, a Chapada dos Veadeiros fica na parte mais alta do Planalto Central, atingindo 1.676 metros de altitude no pico do Pouso Alto, cerca de 20 quilômetros do centro de Alto Paraíso de Goiás em direção à Teresina de Goiás.

Veadeiros que é um paraíso para quem quer contato com a natureza e aventura é famosa pelas belas cachoeiras de águas cristalinas, pelos profundos cânions, pela natureza exuberante e pela mística que a cerca.

Cachoeira São Bento

Cachoeira São Bento

No topo dos imensos paredões da Chapada brotam nascentes de águas cristalinas que formam as belíssimas cachoeiras, além de compor as principais bacias hidrográficas da América do Sul, o que a faz merecer o título de “Berço das Águas”.

Cachoeira Santa Bárbara, uma das mais lindas da região.

Cachoeira Santa Bárbara, uma das mais lindas da região.

A região foi formada à quase 2 bilhões de anos sobre uma imensa placa de cristal de quartzo, sendo o mais antigo patrimônio geológico do continente americano.

Jardim de Maytrea visto da estrada, em Alto Paraíso.

Jardim de Maytrea visto da estrada, em Alto Paraíso.

As estradas principais são ótimas, mas para chegar às cachoeiras o melhor é estar com um 4x4.

As estradas principais são ótimas, mas para chegar às cachoeiras o melhor é estar com um 4×4.

O Bioma Cerrado, como também é conhecida a região, é um mosaico de chapadas e vales com várias formações vegetais distintas que possuem uma excepcional riqueza biológica, sendo considerada a savana de maior biodiversidade do planeta.

Chapéu de Couro, uma planta típica do Cerrado que chama atenção pela textura extremamente dura de suas folhas.

Chapéu de Couro, uma planta típica do Cerrado que chama atenção pela textura extremamente dura de suas folhas.

Muitas plantas estão identificadas.

Muitas plantas estão identificadas.

As palmeiras de Buriti são um símbolo da região.

As palmeiras de Buriti são um símbolo da região.

O cerrado tem uma grande facilidade de auto combustão, o que provoca incêndios nas épocas de maior calor. Entretanto, o solo e a vegetação do cerrado têm um enorme poder de regeneração. Os incêndios espontâneos funcionam como uma “renovação” para a região. Um exemplo de como a vegetação é adaptada a essa situação é o caule de determinadas plantas, que fica protegido por uma casca semelhante a uma cortiça, portanto, o fogo só a queimará por fora.

É fundamental ter um guia credenciado acompanhando os visitantes e, umas das grandes vantagens da presença do Eduardo Clemente – nosso guia – conosco foi aprender com ele tantas coisas incríveis sobre a Chapada e sua biodiversidade!

Tombada pela UNESCO, em 2001, como Patrimônio Natural da Humanidade e Reserva da Biosfera, a Chapada dos Veadeiros, um dos lugares mais antigos da Terra, com fauna e flora praticamente intocados, oferece uma incrível e inesquecível experiência em um exuberante e cenário. Só conhecendo para avaliar!!!

O local oferece mais de uma centena de atrativos para o público, como cachoeiras, piscinas naturais, rios, saltos, cânions, mirantes, trilhas e matas de cerrado, onde uma série de atividades podem ser realizadas em diferentes níveis de dificuldade, tais como trekking, cavalgada, canyoning, cascading, tirolesa, rapel, trekking, ciclismo…

Conhecer a chapada não é uma tarefa muito fácil, pois é necessário um mínimo de preparo físico para encarar as trilhas, algumas íngremes e cansativas. Entretanto, basta imaginar as belezas pelo meio do caminho e as que aguardam no final para só pensar em prosseguir. Entre uma parada e outra, aprecie a vegetação típica do cerrado, colorida por ipês, bromélias e aroeiras ou acompanhe os voos dos periquitos, das araras, dos tucanos e dos gaviões que cortam os céus.

Alto Paraíso de Goiás, a principal cidade e porta de entrada da Chapada dos Veadeiros, é pequena, charmosa e conhecida no mundo inteiro por seu intenso turismo místico devido a alta concentração de cristais na região e pelo fato da região ser cortada pelo paralelo 14, o mesmo que passa por Machu Picchu, a cidade sagrada dos Incas, no Peru.

Alguns atrativos são pagos como rapel e tirolesa, além da maioria das cachoeiras que estão dentro de propriedades particulares, principalmente na área fora do parque que abrange parte do município de Alto Paraíso e dos distritos de São Jorge e Cavalcante.

Para proteger toda a riqueza natural da região foi criado, em 1961, o Parque Nacional do Tocantins, hoje, renomeado como Parque Nacional da Chapada dos Veadeiros. Leia mais sobre o parque e seus atrativos aqui.

Veja também:

Chapada dos Veadeiros – O que saber antes de viajar

Onde comer e curtir a noite na Chapada dos Veadeiros

Parque Nacional da Chapada dos Veadeiros

O que Ver e Fazer na Chapada dos Veadeiros

Dicas para conhecer a Chapada dos Veadeiros

Turismo Místico na Chapada dos Veadeiros

 

 

Reserve seu hotel na Chapada dos Veadeiros com o Booking.com, nosso parceiro e onde nós sempre fazemos nossas reservas. Você não paga nada a mais por isso e o blog ganha uma pequena comissão do Booking. Você reserva uma ótima hospedagem com preço bacana e ainda contribui com a manutenção do blog.

 

Seguro viagem brasil 728x90

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.