Prepare-se para se surpreender com esse paraíso chamado Barbados!

Barbados é uma ilha de formação coralina, localizada nas Antilhas Menores ao nordeste da Venezuela. Está no ponto mais oriental do Mar do Caribe e, ao contrário de outros destinos caribenho, em Barbados não tem risco de furacão.

Na semana em que estivemos na ilha, a tempestade tropical Erika afetava algumas ilhas caribenhas e se transformava em furacão, dirigindo-se à Flórida. Em Barbados o tempo foi afetado ficando nublado e chovendo em alguns momentos do dia, mas nada que impactasse em nossa visita, pois quando o tempo ficava nublado, ainda assim, o sol brilhava em alguns períodos do dia.  

Os portugueses, que deram o nome à ilha, a utilizaram como parada na rota para o Brasil e por lá ficaram até 1625 quando os britânicos se apropriaram de Barbados. Estes estabeleceram o inglês com língua oficial e mantiveram a ilha como colônia britânica até 1961, quando a Inglaterra concedeu autonomia e, em 1966 foi declarada a independência.

Com 431 km² a ilha apresenta características bem diferentes em toda sua costa que guarda mais de 60 praias – todas públicas e paradisíacas, sendo umas mais tranquilas e outras mais selvagens.

As costas Oeste e Sul voltadas para o Caribe têm águas calmas com pequenas ondulações, enquanto que na costa Leste, voltada para o Oceano Atlântico, predomina uma beleza mais selvagem com falésias de pedra calcária. O ponto mais alto de Barbados é o Monte Hillaby com 336 metros de altitude.

Carlisle Beach

A ilha tem uma população miscigenada de aproximadamente 280 mil habitantes, clima tropical durante todo o ano, com temperatura média de 26 graus e uma brisa suave soprando, inclusive, nos dias mais quentes.

O país é dividido em 11 províncias e a capital Bridgetown, que fica em Saint Michael, concentra o comércio – que para os turistas é no sistema duty free -, os bancos, os prédios administrativos e as construções históricas como o Parlamento.

Bridgetown

O povo de Barbados parece estar sempre celebrando a vida,  sorriem o tempo todo e recebem com uma incrível hospitalidade, típica da ilha. Nós realmente ficamos encantados com a simpatia, a generosidade e de como são friendly os barbadianos ou bajans como também são conhecidos.

As praias paradisíacas, os ritmos vibrantes, a cultura caribenha, a culinária local e internacional e a já citada hospitalidade barbadiana surpreendem e encantam o visitante, deixando um gostinho saudoso na hora de partir, pois foi assim que nos sentimos!  

Na eleição “Travelers Choice Destination Awards” realizada pelo site Trip Advisor, Barbados ficou em oitavo lugar na categoria dos 100 melhores destinos de viagem do mundo e um dos destaques do país é Crane Beach, praia que foi eleita uma das dez melhores do mundo pelo site Concierge.com e pela revista Time Out.

A culinária barbadiana tem a África como principal referência, na qual agrega uma farta variedade de frutos do mar e um peixe em especial é o carro-chefe da cozinha bajan, o peixe-voador. O peixe-voador é preparado de diversas formas e pode ser experimentado em muitos restaurantes da ilha. Abaixo um vídeo para você conhecer esse peixe emblemático na ilha.

Outros pratos da cozinha bajan são o Cou-Cou, preparado com fubá e quiabo, o Pepperpot, que é um cozido bem apimentado e o Jug-Jug, uma mistura de milho-Guiné com ervilhas.

Uma experiência gastronômica/cultural que não se pode deixar de ter em Barbados é no mercado Oistins, o mercado de peixe na praia de Oistins que nas noite de sexta e sábado se transforma em uma grande festa barbadiana.

Um diferencial de Barbados em relação aos demais destinos do Caribe é ser a única ilha que recebeu classificação Zagat Survey por seus chefs mundialmente renomados, que imprimem seus toques na deliciosa gastronomia local e internacional. Tivemos o prazer de constatar, em alguns dos melhores restaurantes de Barbados, a gastronomia que figura no cenário mundial e conhecemo o Chef italiano Cristian Grini, a frente de um dos mais sofisticados e concorridos restaurantes da ilha, o Buzo Osteria Italiana.

A música é uma característica muito importante para a cultura do país e você vai escutar em todos os lugares, inclusive nos ônibus, como nós tivemos oportunidade de ver e escutar. Existem muitos festivais durante o ano todo e o principal é o Crop Over, que acontece de maio a agosto e é como se fosse o carnaval deles.  Diversos eventos estão ligados ao Crop Over, como por exemplo, o Kadooment Day, que é uma festa de rua na qual todo mundo se fantasia, lembrando o nosso carnaval.

Veja aqui todas as informações práticas que você deve saber antes de viajar para Barbados.

Em West Coast ou costa oeste que é banhada pelo mar caribenho, as águas são calmas e apresentam tons de azuis que jamais serão esquecidos de tão lindos e impressionantes, típico do mar caribenho. Nesta parte da ilha estão as mansões, a maioria dos restaurantes e hotéis de luxo que, geralmente, ficam em praias mais isoladas e que não têm um acesso muito fácil. Aproveite para apreciá-las durante o passeios de catamarã que também faz paradas para  mergulho com snorkel junto às tartarugas e corais.

Mais abaixo de Bridgetown está a South Coast, onde estão as praias com acesso mais fácil, hotéis com preços mais acessíveis e o animado St. Lawrence Gap com variados restaurantes. Nessa região nos hospedamos no Coconut Court Beach Hotel.

Já a East Coast, é a preferida dos amantes dos esportes aquáticos, como surfe e kitesurfe, onde as praias têm ondas mais fortes. A topografia também é diferente, mais acidentada. Nesta região se destaca a Crane Beach  e o The Crane Resort, onde nós também nos hospedamos. Este é dito o mais antigo resort do Caribe, construído em 1887, sendo reformados e expandido ao longo do tempo.

Crane Beach

Barbados é um destino menos badalado e mais tranquilo do que Aruba, Curaçao, Cancún ou Punta Cana, e essa tranquilidade é um dos trunfos para a divulgação turística. Entretanto, ainda que você queira passar uma temporada tomando sol e descansando nas areias brancas e finas, não deixe de aproveitar tudo o que você pode ver e fazer em Barbados.

Passe o dia em um passeio de catamarã com a Calabaza Sailing Cruises, onde você vai nadar com as tartarugas marinhas, explorar naufrágios e corais; conheça a história do rum mais antigo do mundo na destilaria Mount Gay; visite a impressionante Harrison’s Cave  onde os visitantes vão em um carrinho elétrico percorrendo o labirinto natural subterrâneo cheio de estalactites, rios e formações rochosas; faça um tour em um veículo 4X4 para conhecer o interior da ilha e, à noite vá ao famoso mercado Oistins que fica cheio nas noites de sextas e sábados, com muita comida e música barbadiana.

Não faltam passeios e atrativos tanto em terra como no mar, restaurantes com diversas especialidades para todos os bolsos, além de hotéis de alto luxo até os mais simples.

A ilha que ainda nos é pouco familiar, tem tudo para atrair um grande número de brasileiros, pois além da infraestrutura, tem voo semanal direto, a partir de São Paulo, com a Gol. Veja aqui como é voar com a Gol para Barbados.

deixe-se seduzir pelas compras, pois em Barbados os turistas não pagam impostos na compra de produtos importados, bastando apresentar o passaporte. Alguns artigos como bebidas e perfumes são mandados diretamente para o aeroporto, onde você pega na hora do embarque, mas é importante saber que essas compras devem ser feitas até 48 horas antes do embarque para que eles mandem para o aeroporto. Roupas maquiagem e outros artigos você compra e leva consigo.

Por fim, mas não menos importante, os barbadianos são conhecidos por sua hospitalidade e educação. Conhecer Barbados é, sem dúvida, uma excelente opção para explorar um Caribe diferenciado com requinte e originalidade!

Para informações completas sobre Barbados, não deixe de consultar o Visite Barbados.

Para alugar carro em Barbados clique aqui!

Reserve seu hotel em Barbados com o Booking.com, nosso parceiro e onde eu sempre faço nossas reservas.

Cruzando Mundo viajou para Barbados com o apoio do Visite Barbados e voando GOL.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.