Viajar é conhecer novos lugares, culturas, experimentar o novo e o diferente, vivenciar experiência e realizar sonhos, seja sozinho, na companhia de pessoas amigas ou familiares e guardar para sempre, na memória, as lembranças de momentos inesquecíveis. É uma das melhores coisas da vida, senão a melhor!

E para que sua viagem seja, de fato, memorável e não uma sucessão de contratempos é preciso um planejamento sério que compreenda todos os aspectos da viagem.

Eu, normalmente, começo a organizar nossas viagens com meses de antecedência, assim, minimizo qualquer possibilidade de frustração durante ou depois de realizá-las.

Para que sua viagem transcorra da melhor forma possível e que, ao final dela, você só tenha boas recordações, enumerei algumas dicas valiosas.

Planejamento

A viagem pode começar bem antes da hora do embarque e o melhor, sem gastar nada por isso. A espera pelo dia pode ser excitante, mas um bom planejamento pode deixar mais proveitosa sua viagem e aumentar as chances de sucesso. O planejamento é necessário e fundamental! Planejar todos os detalhes e, ao contrário do que pareça, isso não lhe rouba tempo, vai, na verdade, lhe dar mais tempo durante a viagem para que você curta com mais tranquilidade.

Destino

A escolha do destino é pessoal e envolve o gosto e a personalidade de cada viajante. Entretanto, quando se viaja acompanhado a escolha deve ser resultado de um acordo entre todos os viajantes.

Em se tratando de uma viagem longa, lembre-se de escolher um roteiro coerente, que tenha destinos relativamente próximos uns dos outros não lhe demandando muito tempo e desgaste nos deslocamentos.

Algumas perguntas são necessárias e você deve fazê-las a si mesmo antes de definir um destino: Vou viajar sozinha?  Qual o tempo disponível que tenho para a viagem? Quanto posso/quero gastar?

Escolher o destino é fundamental e, sem dúvida isso está relacionado com a disponibilidade financeira ou mesmo, o que você está disposto a gastar. A relação custo-benefício deve ser muito bem observada em caso de orçamento restrito. O tempo também não deve ser descartado, pois viagens em que a logística é mais complicada e demorada podem atrapalhar os planos de quem deseja curtir o lugar a ser visitado.

Respondidas as perguntas, o próximo passo é cuidar do planejamento em si e a internet é a melhor aliada para isso! Dedique algumas horas às pesquisas de conteúdo e organização prática e sua viagem se desdobrará maneira mais completa e tranquila.

Definir Roteiro

Definir o que pretende ver, locais que deseja ir, meio de transporte a usar e quais são as possibilidades reais são primordiais na elaboração de roteiros e estes devem ser elaborados de acordo com o tempo disponível.

Nos sites especializados você encontra dicas valiosas para qualquer roteiro. Lembre-se que um roteiro mal elaborado ou uma programação mal planejada só fará você perder tempo, dinheiro e ganhar aborrecimento.

Passagem, Hospedagem, Transporte e Vouchers

Na internet você encontra hospedagem em uma infinidade de opções para todos os gostos e bolsos. Pesquise sempre em sites especializados e fórum de discussões e na hora de comprar tenha muito cuidado para não comprar gato por lebre. Nós usamos há anos o Booking.com, com quem temos uma parceria e disponibilizamos a você diretamente pelo nosso site. Nunca tivemos qualquer problema que o próprio Booking.com não se encarregasse de resolver.

Use um site de busca de passagens confiável para realizar a compra de suas passagens. Sugiro o  Google Voos, o Decolar.com  e o Skyscanner.com.br.

Caso vá alugar carro e/ou comprar passagens de trem, essas providências devem ser tomadas com antecedência de pelo menos trinta dias. Durante a alta temporada, a possibilidade de passagens e os carros mais procurados se esgotarem é quase uma certeza!

O mesmo se aplica a museus e atrações de grande procura. Compre com o máximo de antecedência.

Obs.: Uma vez pesquisados os preços das passagens e das diárias, você pode tentar encontrar algum “pacote” semelhante ao seu roteiro em condições de preço mais favoráveis. Não sou adepta a comprar “pacotes”, pois torna o roteiro mais engessado. Entretanto, se a prioridade for custos, pode valer a pena.

Documentação

Verificar, com antecedência maior do que seis meses, a validade de passaporte, a necessidade de visto e vacinas para que você não seja surpreendido com imprevistos de prazos.

Em viagens com crianças, certificar-se da necessidade ou não de autorização ou alguma exigência legal.

Providenciar cópia de todos os documentos, inclusive passagens e vouchers.

Dinheiro

A moeda do(s) destino(s) é uma informação básica, pois dependendo do roteiro você poderá precisar de diferentes moedas. Além disso, é preciso saber com antecedência quais os tipos de cartões ou formas de pagamento aceitáveis no(s) destino(s) para onde você vai viajar.

Analisar e decidir qual a melhor forma de levar o dinheiro e em que quantidade distribuí-lo (em moeda, cartão de crédito ou débito, traveller cheques ou travel Money).

Deslocamento

Cidades grandes, de modo geral, contam com bons sistemas de transporte público. Além disso, a oferta de táxis também é grande. Já em cidades menores pode haver alguma dificuldade de deslocamento interno. Nesse caso, considere a hipótese de locação de um veículo.

Em casos de roteiros turísticos envolvendo vários destinos é imprescindível analisar a melhor forma de deslocamento entre eles.

Seguros

Porque eu digo “seguros”? Porque existem vários tipos de seguro para garantir o máximo de tranquilidade à sua viagem, e nada melhor do que viajar com um seguro adequado. Nunca dixe de fazer um Seguro Viagem!

Compre aqui o seu Seguro Viagem sem perder tempo.

Bagagem

Fazer as malas pode ser uma tarefa bastante árdua para muitas pessoas, no entanto, uma dica é essencial: Praticidade! Leve só o que for realmente usar.

Considere o fato de que em viagens mais longas, transportar e carregar a(as) mala(as) pode se tornar um grande empecilho, principalmente em trens.

Monte sua mala de acordo com o clima do destino para onde você vai e certifique-se da previsão do tempo com antecedência.

Evite roteiros com climas diferentes, pois ao contrário, você precisará levar roupas de frio e calor. Eu já fui para Irlanda e Norte da África em uma mesma viagem e sei bem o que é essa experiência. Só não foi um terror arrumar as malas porque da Irlanda para a África só levei o que era de calor e praia, o resto ficou na casa da minha filha, em Dublin.

Lembre-se, imprevistos podem acontecer e o mais importante nessa hora é manter-se calmo, tentar solucionar e, acima de tudo, não perder o bom humor durante a viagem!

Reserve seu hotel com a gente!!!

Temos uma parceria com o Booking.com e reservando através do blog você ajuda a mantê-lo, pois ganhamos uma pequena comissão e você conta com a qualidade de um dos líderes em reservas on line sem pagar mais por isso. Clique aqui!

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.