Uma das principais fontes de receita de Marrocos é o turismo e o país está relativamente bem estruturado para receber os visitantes. Há alguns anos o Rei impôs regras e políticas à forma como os policiais e agentes devem tratar os turistas e isso tem tido efeitos práticos positivos para quem visita o país. Antigamente existia muita corrupção por parte dos policiais de transito, principalmente com os turistas nas estradas. Isto hoje é passado!

As estradas marroquinas podem ser consideradas muito boas, sobretudo se comparadas às do Brasil. Viajamos para dois trechos totalmente diferentes e ficamos muito satisfeitos com as condições das estradas.

Com relação ao controle policial, este é efetivo e constante.

Habilitação

Brasileiros não precisam de carteira internacional desde que o Brasil adotou a foto na habilitação. Basta estar válida!

Seguro

Pelo menos o seguro básico da locadora, mas se for andar pelo país, é conveniente fazer o seguro adicional.

Combustível 

O litro da gasolina custa por volta de R$ 2.20 e os postos não costumam aceitar cartão de crédito, por isso tenha a mão dinheiro em espécie.

GPS 

Ter um GPS é sempre bom, principalmente quando funciona, mas não custa levar um mapa de estradas.

Pedágio 

As principais rodovias têm pedágios e um exemplo prático é o trecho de Marrakech à Casablanca que tem pouco mais de 200km e sai por 73 MAD, aproximadamente R$16.

Limite de Velocidade 

A fiscalização é acirrada e constante, portanto, atenção às placas de sinalização. A multa tem que ser paga na hora e se você não tiver o dinheiro o policial apreende o seu passaporte e habilitação até você pagar. A polícia rodoviária fica discretamente posicionada na estrada e usa, frequentemente, aparelhos de radares com câmera pra medir a velocidade flagrar infratores. Por isso, respeite sempre a velocidade máxima indicada e não ultrapasse em faixa contínua.

Os carros com placa estrangeira não costumam ser abordados, isto devido à política de tratamento a turistas. Isto não é uma regra!

Em caso de ser multado, seja sempre simpático e converse no sentido de se desculpar pelo erro e dê a desculpa de ser um turista que não sabia ou estava distraído com as belezas do país e blá, blá, blá… Pode ser que por você ser um turista e simpático, seja aliviado ou amenizado na multa. Pode ser!!!

Atenção às placas Halte! É comum se deparar com uma pequena placa indicativa colocada no chão e, neste caso, os motoristas devem parar exatamente onde está a placa e aguardar até os polícias deem sinal para avançar. Normalmente os policiais ficam mais afastados da placa e os motoristas que não conhecem o esquema de parada, tendem a parar ao lado dos policiais, o que configura infração. Pare na paca de sinalização e aguarde que a polícia dê a ordem de avançar com um gesto manual. Mesmo que eles pareçam distraídos é para parar e aguardar a ordem.

Estacionamento nas cidades 

Os estacionamentos pagos são fáceis de encontrar e são relativamente baratos se comparados aos da Europa. Os “flanelinhas” estão por toda parte como no Brasil! Geralmente cobram adiantado e pedem para deixar o freio de mão do carro solto. Não deixe nada de valor no interior do carro!

Transito nas cidades 

É bastante confuso e dificilmente tem sinal de transito. Carros, motos, bicicletas e charretes convivem em um pequeno caos, mas todos se entendem e se respeitam. Nos cruzamentos passa primeiro quem buzina mais forte ou quem é mais atrevido.

Cuidado com o tráfego de motonetas, principalmente em Marrakech dentro da Medina.

O uso de cinto de segurança é obrigatório, mas ninguém usa e o mesmo vale para os motociclistas, que não usam capacete.

Para circular dentro das cidades, de preferências aos táxis.

Alugando carro

Há várias agências internacionais que trabalham lá e que são a melhor opção para reservar on line e com antecedência. Também há muitas agências locais, normalmente mais baratas. Neste caso, informe-se no riad ou hotel onde está hospedado sobre a seriedade e confiabilidade da empresa. Ainda assim, atenção quando pegar o carro para evitar problema como pneus gastos etc.

Eu prefiro pagar um pouco mais e alugar com uma empresa internacional como a Avis ou Hertz, por exemplo. Pelo menos se sabe que vai ter um carro em boas condições e não muito rodado. O preço é bem parecido com os preços praticados na Europa. Não se esqueça de reservar um carro com ar condicionado, pois certamente você vai precisar dele.

Leia tudo sobre Marrocos e nos siga também pelo Facebook e pelo Instagram.

 

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.