O Rio de Janeiro é uma cidade cheia de montanhas e contornos naturais que lhe dão uma beleza única, sendo uma das mais lindas cidades do mundo. Com tantas belezas naturais é fácil entender porque é fácil encontrar vários mirantes em diversos pontos para admirá-la!

Essa semana, em um dia lindíssimo de sol, fizemos a “Trilha da Prainha”, na zona oeste da cidade, que conduz ao Mirante de Caeté.

Vista do Mirante do Caeté, no Parque Natural Municipal da Prainha

Vista do Mirante do Caeté, no Parque Natural Municipal da Prainha

O Parque

A trilha fica dentro do Parque Natural Municipal da Prainha, que tem 147 hectares de área de preservação ambiental de Mata Atlântica e foi criado em 1999 (inaugurado em 2001) atendendo a reivindicação de surfistas e banhistas frequentadores da Prainha, com o intuito de proteger a região.

Prainha

Prainha

Além de vegetação de restinga, floresta de terras baixas e submontadas e vegetação de costão rochoso, o parque também abriga fauna e flora muito diversificadas, incluindo espécies de animais ameaçadas de extinção, como gatos do mato, gambás, pacas, roedores, colibris, maitacas, gaviões, jararacas e lagartos.

O parque, que é mais conhecido como “Parque da Prainha”, tem sua área delimitada pela orla da Prainha, pelos Morros do Caeté, Boa Vista e Pedra dos Cabritos.

Logo na entrada, um Centro de Atendimento ao Visitante disponibiliza informações sobre as atividades que são oferecidas no parque, como a trilha ao mirante do Caeté – de onde se tem uma vista espetacular da orla da zona oeste, incluindo as praias da Barra, Recreio, Pontal, Macumba e Secreto, além da Pedra da Gávea – e trilhas ecológicas em meio a paisagens selvagens da Mata Atlântica.

Com o tempo bom, avista-se até a Pedra da Gávea e o Maciço da Tijuca

Com o tempo bom, avista-se até a Pedra da Gávea e o Maciço da Tijuca

Vista das Praias da Macumba e Secreto

Vista das Praias da Macumba e Secreto

Vista da Prainha a partir da trilha

Vista da Prainha a partir da trilha

Localizado exatamente em frente à praia e ao lado do estacionamento (R$5,00), conta com uma estrutura composta por sala de exposição, biblioteca, playground, sanitários e chuveiros, para os banhistas que quiserem se refrescar após a praia.

Como fomos em um dia de semana, não tivemos dificuldade para estacionar no estacionamento da praia, que é bem limitado em vagas. Recomendo que chegue bem cedo, principalmente durante o verão, nos finais de semana e feriados, pois há limite no número de carros que acessam a estrada em direção à Prainha e às outras praias selvagens da região. Por se tratar de Área de Proteção Ambiental (APA), o acesso é controlado!

Vista da Prainha a partir da Av. Estado da Guanabara

Vista da Prainha a partir da Av. Estado da Guanabara

A Trilha

Seguimos pela Trilha Circular, que vai serpenteando a mata fechada – o que protege do sol – e leva ao Mirante do Caeté. A trilha, considerada de nível médio pelo Centro de Atendimento ao Visitante, tem 800 metros e leva cerca de 30 minutos de subida que, em alguns trechos, é bem íngreme. De modo geral, a trilha é bem delimitada por degraus, mas por vezes a que se ter cuidado com pedras e raízes de árvores.

Trilha Circular

Trilha Circular

Não recomendo essa trilha para crianças pequenas, idosos ou pessoas sedentárias ou com limitação de locomoção.

O Mirante do Caeté fica a 130 metros de altura e tem um deck de madeira de onde se contempla a paisagem exuberante.

Depois de, aproximadamente, 30 minutos de caminhada e subida, chega-se ao mirante

Depois de, aproximadamente, 30 minutos de caminhada e subida, chega-se ao mirante

A Mata Atlântica que recobre as encostas da Prainha é predominantemente secundária em avançado processo de regeneração natural. E ainda é possível encontrar espécies de árvores primárias como o cedro, a carrapateira e as figueiras.

Como chegar

De carro

Desde o Recreio dos Bandeirantes, siga pela Estrada do Pontal ou pela Avenida das Américas  e, em seguida, pela Avenida Estado da Guanabara.

Não há transporte público ou van.

Surf Bus Tour

O Surf Bus circula todos os dias, das 7 às 19 horas, saindo do Largo do Machado e passando pelas praias de Botafogo, Copacabana, Ipanema, Leblon, São Conrado, Barra da Tijuca, Recreio dos Bandeirantes, Macumba e Prainha (Mirante do Caeté). O percurso leva 1 hora e meia e seus horários são: em direção a Prainha – 7:00, 10:00, 13:00 e 16:00 e, em direção ao Largo do Machado – 8:30, 11:30, 14:30 e 17: 30. O ônibus é adaptado para acomodar as pranchas dos surfistas.

Ticket: Pode ser comprado em lojas de surf, hotéis, agências de viagem e no próprio ônibus.

Contato: 21 99799-5039

Site: Surf Bus Tour

O que levar

  • Tênis amaciado e confortável
  • Roupa leve e confortável
  • Chapéu ou boné
  • Filtro solar e repelente
  • Garrafa de água e lanche para trilha (sanduíche leve, frutas, barrinhas de cereais ou biscoitos)

Dica

Não se limite a fazer apenas a trilha ao Caeté! Chegue cedo e vá direto à trilha, enquanto o dia está mais fresco. Depois de curtir o visual e fazer muitas fotos, desça e descanse aproveitando uma das mais lindas praias da cidade – a Prainha, merecedora da Bandeira Azul.

Após a praia, refresque-se no chuveiro do Centro de Atendimento ao Visitante e siga, de carro, em direção a Guaratiba, onde você terá ótimas opções de restaurantes especializados em frutos do mar. Alguns com vista fantástica da Restinga da Marambaia, como o Point de Grumari e o Bira.

Informações úteis

Endereço do Parque: Avenida Estado da Guanabara,s/nº – Estrada para Grumari – Grumari

Tel.: 21 8909-2053

Horário de funcionamento: De terça a domingo, das 8h às 17h (no verão, até às 18h)

Preço: Entrada gratuita

Reserve seu hotel na Barra da Tijuca ou no Recreio com o Booking.com, nosso parceiro e onde nós sempre fazemos nossas reservas. Você não paga nada a mais por isso e o blog ganha uma pequena comissão do Booking. Você reserva uma ótima hospedagem com preço bacana e ainda contribui com a manutenção do blog.

Seguro viagem brasil 728x90

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.