O Museu de Lamego fica no antigo Paço Episcopal, no Largo Camões, centro histórico de Lamego, junto à monumental  ou Catedreal de Lamego.

Sua criação se deu por Decreto em 5 de abril de 1917, na sequência da implantação da República e consequente nacionalização dos bens da Igreja. Entretanto, somente abriu as portas ao público em 21 de maio de 1918, mais de um ano depois.

No ano em que comemora seu centenário, o museu conta com 26 salas abrigando sua coleção permanente e, entre outros tesouros, estão 18 peças de valor inestimável entre as quais o antigo retábulo da Sé, tapeçarias flamengas, painéis de azulejos do século XVII e uma arca tumular do século XVI. Uma visita ao Museu de Lamego proporciona percorrer a história do século I até o XX.

O edifício

Originalmente afetado pelo curso do rio Coura que viria a ser desviado no início do século XVI por ordem do Bispo D. Fernando de Menezes Coutinho e Vasconcelos. O mesmo bispo ordenaria, mais tarde, a reconstrução da casa episcopal.

Cerca de duzentos anos depois, entre 1773 e 1786, outro prelado, D. Manuel de Vasconcelos Pereira, manda reconstruir o Paço Episcopal, assumindo o edifício as características do barroco da época, que ainda hoje é visível na fachada.

A ocupação de cinco salas no antigo Paço Episcopal que, inicialmente, seria provisória, tornou-se definitiva, uma vez que o edifício do antigo Hospital da Misericórdia, atualmente ocupado pelo Teatro Ribeiro Conceição, para onde o museu seria transferido, acabou destruído por um incêndio.

No entanto, somente na década de 1960 o Museu de Lamego viria a ocupar todo o edifício do Paço Episcopal.

A reconstrução do século XVIII, últimas grandes obras no edifício ao tempo em que os bispos ainda o habitavam, manteve a fachada, o pátio interior e a Capela Particular do Bispo.

As obras de adaptação e remodelação do edifício, realizadas entre 1929 e 1990, divididas em três fases, de modo a alterar a função de residência episcopal a museu, não lhe retiraram o caráter de uma construção palaciana Setecentista.

A construção é disposta em torno de um pátio central e ampla escadaria interior de acesso ao piso nobre que conserva como marca distintiva do uso primitivo, o brasão prelatício na fachada principal.

No primeiro piso, conservou-se praticamente inalterada a capela privada mandada edificar por D. Manuel de Vasconcelos Pereira. De planta octogonal e decorada com frescos no teto, constitui uma evocação do gosto dos antigos prelados.

Exposição Permanente

Atualmente, a exposição das oito coleções, organizada por tipologias e de acordo com critérios cronológicos, ocupa 26 salas distribuídas pelos dois pisos do edifício.

No térreo estão expostos os meios de transporte, escultura, materiais pétreos, cerâmicas e mobiliários. O piso superior destina-se a pintura, escultura, tapeçaria, ourivesaria (religiosa e civil), paramentaria, escultura religiosa e mais mobiliário. Entre outras representadas na exposição permanente, encontram-se as coleções de fotografia, desenho, gravura, numismática, armas e etnografia.

Tesouros Nacionais

As principais referências são as cinco pinturas sobre madeira de Vasco Fernandes (Grão Vasco), datadas de 1506 – 1511 e originalmente provenientes do retábulo da capela-mor da Sé de Lamego, além do conjunto de seis tapeçarias flamengas do início do século XVI, que inclui os quatro panos com desenho atribuído a Bernard Van Orley, representando a tragédia de Édipo, ambas classificadas como Tesouro Nacional.

Também classificados como Tesouros Nacionais são um conjunto de seis painéis de azulejos do século XVII e uma arca tumular do século XIV.

 

Museu de Lamego

Endereço: Largo de Camões 5100-147 Lamego

Telefone: + 351 254 600 230

E-mail: mlamego@culturanorte.pt

Siga no Facebook

Ingresso: 3€ (normal), mas no primeiro domingo do mês a entrada é gratuita.

Horário: Das 10h às 18h.

Fechado: 1 de janeiro, 1 de maio, domingo de Páscoa, feriado municipal de Lamego (8 de setembro) e dia de Natal (25 de dezembro).

 

 

 

Sua Viagem começa aqui! Planeje conosco!!!

Reserve seu hotel em Lamego no Booking

Faça seu Seguro Viagem com a Real Seguro Viagem

Alugue seu carro em Portugal com a Rentalcars

Compre passeios e excursões com Ticketbar

 

Gostou desse artigo? Então leia outras postagens publicadas sobre Portugal.

Siga o Cruzando Mundo no Instagram, no Twitter e curta a nossa fanpage no Facebook

◊◊◊◊◊◊◊◊◊◊◊◊◊◊◊◊◊◊◊◊◊◊◊◊◊◊◊◊◊◊◊◊◊◊◊◊◊◊◊◊◊◊◊◊◊◊◊◊◊◊◊◊◊◊◊◊◊◊◊◊◊

Ao reservar seu hotel pelos links dos posts, pelos banners do site Booking.com ou clicando aqui, o blog recebe uma pequena comissão, o que nos ajuda a mantê-lo atualizado e você não paga nada mais por isso.

◊◊◊◊◊◊◊◊◊◊◊◊◊◊◊◊◊◊◊◊◊◊◊◊◊◊◊◊◊◊◊◊◊◊◊◊◊◊◊◊◊◊◊◊◊◊◊◊◊◊◊◊◊◊◊◊◊◊◊◊◊

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.