A região permite fazer diversas atividades, inclusive não fazer nada, apenas curtir o visual da natureza, relaxar e descansar!

Caminhar, nadar, mergulhar, andar de bicicleta, acampar, assistir o pôr do sol, admirar a lua cheia e contemplar as estrelas são algumas das atividades oferecidas pela Chapada dos Veadeiros.  Entretanto, não para por aí… Você também pode aventurar-se por trilhas ou pelas estradas com um 4×4, fazer rapel em cachoeira ou se lançar de uma das maiores tirolesa do Brasil – com 850 metros de extensão .

Conheça os principais atrativos da região: 

Chapada dos Veadeiros

Chapada dos Veadeiros

O que ver 

Parque Nacional da Chapada dos Veadeiros

A entrada principal para o Parque Nacional da Chapada dos Veadeiros fica no povoado de São Jorge que se conecta a cidade de Alto Paraíso de Goiás por uma estrada de 36 km.

Guias para o acompanhamento dos visitantes podem ser contratados no povoado, próximo à entrada do parque. Entretanto, a visitação guiada é opcional, pois o parque é muito bem sinalizado.

Entre as principais atrações estão os dois saltos do rio Preto, com respectivamente 80 e 120 metros de altura, os cânions do rio Preto, quedas d’água em paredes rochosas de um estreitamento do rio, e as Cachoeiras Carioquinhas, uma formação de piscinas naturais ideais para banhos e hidromassagem.

O parque tem entrada gratuita, horário de abertura e fechamento, bem como limite diário de visitantes.

Informações práticas:

Nível de dificuldade – Médio / Alto

Distância de Alto Paraíso – 37 km

Ingresso – Gratuito

Como chegar – Rodovia GO 239, Km 36

Tel.: 62 3455-1114 / 3455-1116 / 9299-8536

Cachoeiras Almécegas I e II 

Localizadas dentro da Fazenda São Bento, perto de Alto Paraíso, as Almécegas são duas cachoeiras bem diferentes uma da outra.

A Almécegas II, com uma queda de 15 metros, fica a 300 metros da área de estacionamento. É acessível por uma trilha leve de 600 metros ida e volta e tem um ótimo poço para banho.

Almécegas II

Almécegas II

Piscinas da Almécegas II

Piscinas da Almécegas II

Já, Almécegas I, que fica depois de Almécegas II, tem 50 metros de queda em um grande poço para banho. Almécegas I é acessível por uma trilha mais exigente com 3 km ida e volta que inclui uma subida íngreme. No caminho pare no mirante e aprecie Almécegas I em uma vista deslumbrante!

Almécegas I

Almécegas I

Almécegas I

Almécegas I

Informações práticas:

Nível de dificuldade de Almécegas II – Fácil

Trilha ida e volta – 600 metros

Nível de dificuldade de Almécegas I – Médio

Trilha ida e volta – 3 km

Distância de Alto Paraíso – 11.5 km

Trecho em estrada de terra – 3.5 km

Ingresso – Pago (incluindo as cachoeiras Almécegas I, II e São Bento ou podendo ser sem a cachoeira São Bento)

Como chegar – Acesso pela estrada para São Jorge – Fazenda São Bento

Cachoeira de São Bento

Uma queda de seis metros termina em um poço natural tão perfeito que já foi usado para campeonatos de polo aquático. É uma excelente opção para quem não quer caminhar muito, pois são apenas 200 metros de caminhada leve até o poço, sendo ideal para crianças e pessoas com problemas de mobilidade. O sol está sempre presente, pois o poço não fica coberto por folhagens.

Cachoeira São Bento

Cachoeira São Bento

Informações práticas:

Nível de dificuldade – Fácil

Trilha ida e volta – 400 metros

Distância de Alto Paraíso – 8 km

Ingresso – Pago (incluindo Almécegas I, II e São Bento ou somente São Bento)

Como chegar – Estrada para São Jorge – Fazenda São Bento

Saltos do rio Preto

Os Saltos do rio Preto ficam dentro do Parque Nacional, que tem entrada gratuita. A entrada principal da reserva fica na vila de São Jorge, a 38 quilômetros de Alto Paraíso. Não é mais obrigatória a presença de guia com os visitantes, entretanto, o conhecimento e a destreza do guia otimiza tempo e evita acidentes.

A caminhada é de cerca de 9 km (ida e volta) e, o caminho de volta tem uma longa subida, o que dá o nível de dificuldade alto para a trilha. O trajeto leva cerca de 4 horas, mas 6 ou 7 horas são ideais para que haja tempo para curtir a paisagem e se divertir.

Salto 1, com 120 metros de queda d’água, está localizado em uma área do parque em que não há visitação. Por isso existe o mirante, que proporciona uma fantástica vista e uma ótima experiência ao visitante – a 4 km do início da trilha.

Salto 1 com 120 metros de queda d’água

Salto 1 com 120 metros de queda d’água

Seguindo a trilha, que é bem sinalizada com setas amarelas, por mais 800 metros, chega-se a Salto 2 com 80 metros de queda, forma a maior piscina natural da região, perfeita para banhos. É nessa hora que relaxamos do cansaço da caminhada e do calor!

Trilha dos Saltos

Trilha dos Saltos

Após uma íngreme subida de 800 metros (não recomendada para quem tem problemas cardiorrespiratórios) e 1,5 km de caminhada praticamente plana, chega-se as corredeiras do rio Preto que formam piscinas naturais e até hidromassagem para dar aquela relaxada! Aproveite o sol nas pedras e relaxe, pois o agora vem o pior!

Os 3,2 km de retorno são de sobe e desce em terreno acidentado e pedregoso. Nesse momento há que ter atenção ao horário, pois o fechamento do parque é às 18 horas, aí vem mais uma importância de ter um guia com o grupo – manter o foco no horário.

Informações práticas:

Nível de dificuldade – Alto

Trilha ida e volta – 9 km

Ingresso – Gratuito

Como chegar – Acesso pela GO-327 (direção Colinas do Sul).

Cachoeiras do Vale do rio Macaquinho

No Santuário Ecológico Cachoeiras e Camping Macaquinhos há um belo complexo de quedas d’água com poços verde esmeralda. Entre poços e quedas, há pelo menos, oito locais para banho. Este é um passeio para dia inteiro e atende a todas as idades. Os amantes de caminhadas podem desbravar as trilhas, que são bem marcadas, para conhecer as belas Cachoeiras da Caverna e do Encontro. Para os mais aventureiros, o Poço do Jump merece uma paradinha antes de seguir a trilha. Já para quem não quer fazer muito esforço, há banhos mais próximos da sede e de fácil acesso, como o Banho dos Macacos, que tem uma hidromassagem natural e o Poço Sereno.

Cachoeira do Macaquinho - Foto: Eduardo Clemente

Cachoeira do Macaquinho – Foto: Eduardo Clemente

Cachoeira do Macaquinho - Foto: Eduardo Clemente

Cachoeira do Macaquinho – Foto: Eduardo Clemente

A Área ainda conta com camping bem estruturado, com banheiros e cozinha.

O Santuário é registrado como Reserva Particular do Patrimônio Natural (RPPN Santuário das Pedras) e durante o percurso a beleza da paisagem de cânions, piscinas naturais e cachoeiras de até 50 metros impressionam.

Macaquinhos

Macaquinhos

Macaquinhos

Macaquinhos

Informações práticas

Nível de dificuldade – Médio

Trilha ida e volta – 4 km

Distância de Alto Paraíso – 44 km

Trecho em estrada de terra – 31 km

Ingresso – Pago

Como chegar – Acesso pela GO-118 – Fazenda Santuário das Pedras

Cachoeiras do rio Couros

Enquanto a Cachoeira Santa Bárbara é considerada delicada, elegante e feminina, o conjunto das quedas do rio Couros é robusto, caudaloso e masculino, mostrando toda sua força. A partir da sensacional cachoeira da Muralha, que é acessível por trilha fácil, vem uma incrível sequência de corredeiras, cachoeiras e poços que requerem muita habilidade e condicionamento físico para chegar, pois o caminho é bem íngreme e pedregoso. O visual do conjunto das cataratas e cânions é impressionante.

Primeira queda do rio Couros

Primeira queda do rio Couros

Primeira queda do rio Couros

Primeira queda do rio Couros

Ao longo da trilha várias quedas d'água

Ao longo da trilha várias quedas d’água

Ao final da trilha, um mirante, não acessível em épocas de cheia, proporciona um visual além das Cataratas dos Couros, com fabulosos cânions.

Vista do Mirante

Vista do Mirante

Os cânions são tão impressionantes como as fabulosas quedas d'água

Os cânions são tão impressionantes como as fabulosas quedas d’água

Informações práticas

Nível de dificuldade – Médio

Trilha ida e volta – 2 km

Distância de Alto Paraíso – 53 km

Trecho em estrada de terra – 37 km

Ingresso – Gratuito

Como chegar – Acesso pela GO-118 (direção Brasília) – Fazenda Boa Esperança

Cachoeira Santa Bárbara

Santa Bárbara é uma das cachoeiras mais lindas de Veadeiros com uma água inacreditavelmente azul, lembrando o mar do Caribe. Foi, sem dúvida uma das que mais nos impressionou! Ela costuma ser comparada à Cachoeira de Couros por sua delicadeza “feminilidade”, enquanto Couros é robusta e “masculinizada”.

Cachoeira Santa Bárbara, uma das mais lindas da região.

Cachoeira Santa Bárbara, uma das mais lindas da região.

Chega-se à Santa Bárbara, a partir da vila da comunidade Kalunga Engenho II, Uma comunidade quilombola que é proprietária das terras onde encontram-se as Cachoeiras Santa Bárbara e Capivaras. Para mais informações sobre o Quilombo Kalunga clique aqui  ou envie um email para associacaoquilombokalunga@gmail.com.

Segue-se de carro até um local de estacionamento que está a cerca de 1 km, porém, é fundamental que seja um 4×4, pois é preciso atravessar um pequeno rio. Na época das chuvas, principalmente, é possível que chova de repente e não se consiga voltar se estiver a pé ou em carro comum.

A comunidade tem guia e carro para essa travessia, basta alugar. Uma observação importante é que se chegar à comunidade Kalunga sem guia, obrigatoriamente terá que contratar o guia na comunidade, pois só é possível visitar Santa Bárbara com guia.

A partir do estacionamento, prossegue-se por uma trilha de 5 km de nível médio, com locais escorregadios, entre árvores e pedregosos, que requerem atenção e cuidado! Mas, no final será recompensado com uma das pérolas da Chapada!!!

A área de estacionamento fica em um local de grande beleza

A área de estacionamento fica em um local de grande beleza

Um poço azul turquesa maravilhoso antes de chegar à Santa Bárbara

Um poço azul turquesa chamado “Santa Barbarinha” é a primeira parada antes de chegar à Santa Bárbara

A paisagem do caminho é linda, principalmente as colinas cobertas com campos floridos. Como a maioria dos passeios em Veadeiros, o ideal é se programar para sair cedo, evitando o sol forte, aproveitando a melhor luz para as fotos e, ainda curtir um sol quando chegar à cachoeira. A Santa Bárbara está em uma área confinada do rio, por isso, só terá sol incidindo nela por volta do meio dia. Aproveite o poço azul que proporciona um banho delicioso!

Nós, coma família, curtindo a queda da Santa Bárbara

Nós, com a família, curtindo a queda da Santa Bárbara

Um poço de água cristalina

Um poço de água cristalina

Dica: Deixe o almoço agendado no restaurante da comunidade Kalunga. O restaurante é simples, o ambiente é ótimo, a comida também é simples, caseira, farta e, o melhor, é deliciosa!!! 25 reais por pessoa (preço de dezembro de 2015).

Informações práticas

Nível de dificuldade – Médio

Trilha ida e volta – 10 km

Distância de Alto Paraíso – Cavalcante – 87 km

Trecho de estrada de terra – 35 km

Ingresso – Pago (incluindo a Cachoeira Capivara)

Como chegar – De Alto Paraíso em direção à cidade de Teresina de Goiás (BR-010), depois seguir para Cavalcante pela GO-241. A partir daí são 35 km por estrada de terra que não tem sinalização.

Cachoeira da Capivara

A Cachoeira da Capivara, que tem um ótimo poço para banho, também fica nas terras Kalunga Engenho II e, é acessível a partir da vila. O rio Capivaras proporciona uma trilha que, apesar de curta, é bem acidentada exigindo ma pouco mais de atenção.

Cachoeira Capivara

Cachoeira Capivara

Informações práticas

Nível de dificuldade – Médio

Trilha ida e volta – 2 km

Distância de Cavalcante – 22 km

Ingresso – Pago (incluindo a Cachoeira Santa Bárbara)

Como chegar – A partir do Quilombo Kalunga por estrada de terra.

Cachoeira do Segredo

Uma das pérolas de Veadeiros, um gigante de mais de 100 metros de altura com grandiosas piscinas naturais e tudo isso escondido – daí o nome Segredo. Maravilha!

A trilha começa bem próxima da cachoeira e a caminhada é na sombra, em boa parte do percurso. São 6 km e, é necessário atravessar o Rio São Miguel algumas vezes, portanto, habilidade com caminhadas na natureza é necessário e não pense em tirar o calçado para refrescar os pés ou atrasará tudo! É um dos passeios imperdíveis de São Jorge!!! Começamos a trilha às 11h e terminamos às 18h, fazendo somente uma parada de 30 minutos antes da cachoeira, para tomar banho em um dos muitos trechos do rio que tem águas cristalinas. A vontade era parar a todo o momento, mas não podíamos ou passaríamos a noite no mato, segundo nosso guia que foi fundamental no controle do horário e na otimização do tempo durante o trajeto.

A história da Cachoeira do Segredo, que se mistura com a de Veadeiros, pode aguçar sua curiosidade.

Na Fazenda Segredo, em meados dos anos 40, existiu um povoamento de garimpeiros da Serra do Cristal, chamado de Vila do Silêncio. Nessa época existiam dois amigos que, ao contrário dos outros garimpeiros, não trabalhavam na Serra do Cristal, mas na direção oposta em relação à vila, na serra onde se encontrava a cachoeira. Voltando com cristais diferentes dos que se costumava achar na Serra do Cristal, os dois amigos eram sempre questionados pelos outros garimpeiros sobre esse local, ao que respondiam que era segredo. Depois de desvendado o segredo da serra, a cachoeira foi batizada de Segrego!

Com a queda do preço do cristal, cerca de 200 famílias de garimpeiros foram aos poucos deixando a vila, permanecendo apenas a família dos atuais proprietários, que nos últimos anos investiram na organização da visitação ao segredo.

No período da seca, de maio a outubro, a trilha é de 4 km. Já nos meses de novembro a abril, época de chuvas, passa a ter 8 km. No caminho tem belas piscinas naturais.

Recomendo a contratação de um guia local, pois, principalmente, em épocas de chuva o rio pode subir rápido e se necessário o auxílio de alguém com muita experiência.

Cachoeira do Segredo

Cachoeira do Segredo

Informações práticas

Nível de dificuldade – Alto

Trilha ida e volta – 12 km

Distância de São Jorge – 14 km

Ingresso – Pago

Cachoeira do rio Cristal

Em apenas vinte minutos de trilha, chega-se às cascatas que formam piscinas e duchas naturais, perfeitas para o relaxamento e ideal para famílias com crianças e pessoas de idade avançada. Logo no início da trilha já é possível se encantar com uma piscina natural deliciosa. A partir daí, o Rio Cristal inicia uma sequência incrível de pequenos poços. A trilha é curta, mas é preciso passos largos, sobretudo na volta que é inteira em subida. Vá direto para a última cachoeira, para se refrescar e curtir um sol. Na volta, fique atento às entradas à esquerda. Você encontrará alguns cantinhos silenciosos e charmosos cenários para fotos. Ao retornar ao inicio da trilha, poderá curtir o mirante de onde se tem ima incrível vista da Serra Geral, o Vale do Moinho e a Serra da Baliza.

Cachoeira dos Cristais

Cachoeira dos Cristais

Informações práticas

Nível de dificuldade – Fácil/Médio

Trilha ida e volta – 1,5 km

Distância de Alto Paraíso – 8 km

Trecho em estrada de terra – 3 km

Ingresso – Pago

Como chegar – Acesso pela GO-118 (direção Teresina de Goiás)

Cachoeira da Água Fria

Uma trilha de 20 minutos, aproximadamente, leva ao topo da cachoeira de 50 metros de altura de onde se tem uma bela vista do vale do rio São Bartolomeu que vai abrindo caminho entre a Serra Geral do Paranã – chamada na região de Serra Baliza -, e as bordas lestes da Serra do Pouso Alto. A cachoeira é considerada uma das melhores para a prática de rapel. Pegando-se uma trilha lateral encontra-se ótimos poços para banho.

Informações práticas

Nível de dificuldade – Fácil

Trilha ida e volta – 1,5 km

Distância de Alto Paraíso – 7 km

Ingresso – Pago

Como chegar – Acesso pela GO-118 (direção Teresina de Goiás) – Fazenda Água Fria

Loquinhas

As Loquinhas, , um conjunto de quedas de águas cristalinas, ficam bem perto de Alto Paraíso e o acesso é por uma estrada tranquila e em ótimas condições. Esta é uma excelente opção para um passeio de meio dia, para quem está acompanhado de crianças ou para pessoas que tem limitações de mobilidade. A trilha é em passarela de madeira e margeia o rio que formam vários pequenos poços. Na recepção há banheiros, venda de água, sucos e lanches.

Trilhas das Loquinhas

Trilhas das Loquinhas

Dica: Visite na parte da manhã, entre 10h e 12h, pois o sol incide, nesse horário, sobre a água dando a cor azul caribe, como se vê na Santa Bárbara.

Informações práticas

Nível de dificuldade – Baixo

Trilha ida e volta – 2 km

Distância de Alto Paraíso – 3 km

Ingresso – Pago

Cachoeiras Anjos e Arcanjos

As Cachoeiras dos Anjos e Arcanos ficam no Vilarejo do Moinho, a 14 km de Alto Paraíso de Goiás e as duas cachoeiras são belíssimas. A Cachoeira Arcanjos é mais distante e a trilha que dá acesso a ela é um pouco mais difícil do que a que conduz à Cachoeira dos Anjos.

Informações práticas

Nível de dificuldade Anjos – Baixo

Trilha ida e volta Anjos – 1 km

Nível de dificuldade Arcanjos – Médio/Alto

Trilha ida e volta Arcanjos – 3 km

Distância de Alto Paraíso – 14 km

Ingresso – Pago

Cânions I, II e Cachoeira das Cariocas 

A trilha que dá acesso aos cânions do Rio Preto e a Cachoeira das Cariocas leva entre 4h e 6h e fica dentro do Parque Nacional da Chapada dos Veadeiros.

Depois de uma caminhada longa e pedregosa, de aproximadamente 5 km segundo a sinalização com setas vermelhas, chega-se a uma bifurcação. Seguindo à direita por mais uns 800 metros, encontra-se o Cânion II, um estreitamento do Rio Preto que forma uma belíssima cachoeira. Atravessando-se os blocos de pedra, alcança-se um enorme poço para banho, porém na época das chuvas, somente um pequeno trecho do poço é acessível para banho devido às fortes correntezas do Rio Preto.

Após admirar a beleza do cânion, é só retornar a bifurcação e pegar o caminho da esquerda para chegar às Cariocas. Caminhando por mais 1 km de trecho puxado com um penhasco íngreme, pode-se curtir e nadar nas piscinas da Cachoeira das Cariocas, onde o Rio Preto se divide em duas quedas. A descida ao poço é bem íngreme exigindo atenção redobrada e destreza.

A entrada principal da reserva é na vila de São Jorge, a 38 quilômetros de Alto Paraíso e deve-se atentar para os horários de abertura e fechamento do parque.

Cânions e Carioquinhas

Cânions e Carioquinhas

Cânions e Carioquinhas

Cânions e Carioquinhas

Cânions e Carioquinhas

Cânions e Carioquinhas

Informações práticas

Nível de dificuldade – Médio/Alto

Trilha ida e volta – 12 km

Ingresso – Gratuito

Sinalização – Setas vermelhas

Cachoeira Poço Encantado

A Cachoeira Poço Encantado fica na fazenda Rio da Pedra a aproximadamente 52 km de Alto Paraíso. A cachoeira tem 25 metros de altura e o acesso é por trilha fácil. É indicada fará família com crianças e pessoas com mais idade. No local há comodidades como bar, restaurante e área de lazer.

Cachoeira Poço Encantado - Foto Eduardo Clemente

Cachoeira Poço Encantado – Foto Eduardo Clemente

Informações práticas

Nível de dificuldade – Fácil

Distância de Alto Paraíso – 52 km

Ingresso – Pago

Como chegar – Acesso pela GO-118 (direção Teresina de Goiás)

Salto do rio Raizama

Distante cerca de 5 km da Vila de São Jorge, seguindo pela estrada principal em direção a Alto Paraíso, Raizama fica no Sítio Espaço Infinito e foi uma das primeiras cachoeiras particulares da Chapada. Uma trilha por meio de cânions leva a uma queda de 40 metros que forma um poço bom para banhos. Além de bela e relaxante, em raizama são realizados eventos e shows em um palco.

Informações práticas

Nível de dificuldade – Médio

Trilha ida e volta – 2,3 km

Distância de Alto Paraíso – 40 km

Ingresso – Pago

Como chegar – Estrada para Colinas do Sul

Vale da Lua

O Vale da Lua é assim chamado devido ao aspecto lunar das rochas esculpidas pelas águas do Rio São Miguel, fazendo desse o atrativo mais visitado da Chapada. O Rio São Miguel vem percorrendo enormes pedras de granito esculpindo-as com a força de suas águas há mais de 600 milhões anos, fazendo desse um dos lugares mais fantásticos e interessantes do Brasil. As rochas acinzentadas mudam de tonalidade dependendo da luz do sol. O Rio São Miguel aparece e desaparece entre as rochas esculpidas formando piscinas, poços e cachoeiras. A trilha curta, de 900 metros, tem um trecho plano e outro sobre as pedras, que requer atenção. O Vale da Lua fica dentro de uma propriedade privada de fácil acesso desde a estrada.

Informações práticas

Nível de dificuldade – Fácil

Trilha ida e volta – 2 km

Distância de Alto Paraíso – 30 km

Ingresso – Pago

Como chegar – Acesso pela GO-118 (direção Teresina de Goiás)

Encontro das Águas

O encontro dos rios São Miguel, um dos mais importantes da Chapada, e Tocantizinho, um dos principais formadores do Tocantins, é um espetáculo que merece constar em todos os roteiros de viagem a Colinas do Sul. Entre pequenos cânions, o São Miguel despeja suas águas no Tocantinzinho e os dois seguem conectados, jorrando em corredeiras de água cristalina. Há várias pequenas praias ideais para banho ao longo da pequena trilha que leva a cânions, corredeiras e poços formados pelo encontro dos rios. O acesso ao local é pela Fazenda Novo Horizonte, na estrada entre Colinas e São Jorge.

Encontro das águas

Encontro das águas

Informações práticas

Nível de dificuldade – Médio

Trilha ida e volta – 2 km

Distância de Alto Paraíso – 56 km

Ingresso – Pago

Como chegar – Acesso pela estrada para Colinas do Sul

Mirante da Janela e Cachoeira do Abismo

Uma das imagens mais impactantes da Chapada é a vista panorâmica dos saltos I (120 metros) e II (80 metros) do Rio Preto e do Parque Nacional. Ambas as atrações podem ser observadas do alto do mirante da Janela, um mirante natural que fica sobre imensas pedras, no final da trilha. A visão frontal dos saltos é de arrepiar. A trilha tem uma diferença de altitude considerável e pedras grandes, daquelas que exigem força nas pernas. Visitantes menos preparados, menos aventureiros ou com alguma limitação a trilhas difíceis, podem fazer apenas a ‘trilha do Abismo’ com 4,5 km (ida e volta), cujo destaque é a piscina de borda infinita formada pelas águas da cachoeira de mesmo nome e com vista para a Serra de Santana. Voltando do mirante, o banho fica por conta de uma sequencia de pequenas quedas e piscinas.

Saltos visto do Mirante da Janela - Foto: Eduardo Clemente

Saltos visto do Mirante da Janela – Foto: Eduardo Clemente

Os Saltos com volume de água maior - Foto: Eduardo Clemente

Os Saltos com volume de água maior – Foto: Eduardo Clemente

Informações práticas

Nível de dificuldade – Alto

Trilha ida e volta – 6,5 km

Distância de Alto Paraíso – 36 km

Ingresso – Pago

Ponte de Pedras

A Ponte de Pedras é um arco natural de pedra com 30 metros de altura que passa sobre o rio São Domingos e é acessível por uma trilha de 7 km.

Ponte de pedra

Ponte de pedra

Informações práticas

Nível de dificuldade – Médio

Trilha ida e volta – 7 km

Ingresso – Pago

Jardim de Maytrea

Belas veredas de buritis, campos de flores e uma vista panorâmica que descortina diversas cadeias de montanhas são observados do mirante que fica na GO-239, estrada que liga Alto Paraíso a São Jorge. O atrativo é um dos principais cartões-postais da Chapada dos Veadeiros. É possível parar o carro em um recuo da rodovia para fotografar a paisagem, entretanto, não é possível caminhar pelo local, que deve ser admirado apenas do mirante. Assim como o Morro da Baleia, este é um lugar respeitado pelos místicos, que acreditam existir, no local, um campo de força magnética.

Mirante para observar o Jardim de Maytrea

Mirante para observar o Jardim de Maytrea

Informações práticas

Distância de Alto Paraíso – 20 km

Ingresso – Gratuito

Como chegar – Estrada para São Jorge, km 22

Mirante de São Jorge ou Areião

O Mirante de São Jorge é um local concorrido para assistir o pôr do sol e o acesso é por uma estrada de terra de 1,5 km ao lado da entrada para o Parque Nacional.

Informações práticas

Ingresso – Gratuito

Como chegar – Acesso pela estrada para São Jorge, km 40

Morro da Baleia

A formação rochosa em quartzito que fica a 1.500 metros de altitude, é avistada da estrada que liga Alto Paraíso a São Jorge (GO-239) e o acesso mais fácil é pelo mirante do “rabo da baleia”. A trilha, de 3 km, inicia-se na casa do “seu” Chico Preto, com trechos íngremes que podem levar até cerca de uma hora e meia. Do alto avistam-se as Sete Lagoas, um campo úmido no meio do Parque Nacional da Chapada dos Veadeiros de acesso restrito – área determinada, pelo plano de manejo, como sendo de reprodução da fauna. Na época da chuva, o campo encharcado fica saturado, dando lugar a pequenas lagoas. Pode-se ver, também, parte da cidade de Alto Paraíso e várias serras no horizonte. Ao pé da serra a paisagem foi denominada Jardim de Maytrea. O Morro da Baleia é um dos locais respeitados pelos místicos por acreditarem existir uma força magnética.

Morro da Baleia

Morro da Baleia

Informações práticas

Ingresso – Gratuito

Como chegar – Estrada para São Jorge, km 20

Águas Termais

Dois lugares, a 14 km de São Jorge, com piscinas mornas de águas termais são ideais para relaxar depois de um dia intenso com caminhadas. Ambos são muito agradáveis e têm piscinas termais de pedra no meio da vegetação. O primeiro é o Morro Vermelho com três piscinas de pouco mais de um metro de profundidade e águas beirando os 33 Cº. Na propriedade há um restaurante simples, mas com comida saborosa e preço justo. O telefone da propriedade é 62 9669-1585. O segundo, Águas Termais do Éden, fica localizado quase em frente ao Morro Vermelho, tem três piscinas com temperatura entre 28 Cº e 33 Cº e uma estrutura melhor. O telefone da propriedade é 61 8195-7737.

Águas Termais - Foto Eduardo Clemente

Águas Termais – Foto Eduardo Clemente

Informações práticas

Ingresso – Pago

Sertão Zen

Indicado para quem gosta e tem experiência em longas caminhadas, uma vez que, são cerca de nove horas de caminhada por 16 quilômetros de trilhas em meio ao cerrado partindo de Alto Paraíso, passando pelo platô da Serra Geral do Paranã e chegando a nascente do Rio Macaco que deságua em uma cachoeira de 150 metros de altura.

Informações práticas

Como chegar – Acesso pela estrada para Morrão, distante 5 km de Alto Paraíso.

Mirante da Baliza

A 1.500 metros de altura, o mirante descortina as montanhas da chapada e de Alto Paraíso.

Informações práticas

Como chegar – Acesso pela GO-118, km 162 (direção Brasília)

Parque Solarium

Duas cachoeiras, a dos Anjos, com dez metros e a dos Arcanjos, com sete metros formadas por um córrego que nasce nas proximidades, saltam de paredões de pedra no rio São Bartolomeu criando piscinas naturais. As quedas são acessíveis por trilhas que exigem cerca de vinte minutos de caminhada para cada uma. A dos Anjos exige maior esforço em função das pedras e dos trechos íngremes.

Informações práticas

Ingresso – Pago

Como chegar – Acesso pela Estrada do Moinho, km 15

Morada do Sol

O Rio São Miguel, o mesmo que forma o Vale da Lua, chega mais calmo em piscinas naturais formadas por pequenas cascatas acessíveis por trilha com gradiente de subidas e descidas bem suave. As piscinas rodeadas por lajes de pedra polidas têm pedras para tomar sol e descansar. O passeio é apropriado para famílias com crianças.

O rio segue ganhando força e passando por um grande cânion no Vale das Andorinhas, que pode ser visto do alto.

Informações práticas

Nível de dificuldade – Médio

Trilha ida e volta – 1800 m

Distância de São Jorge – 6 km (mais 1 km em estrada de terra)

Ingresso – Pago

Como chegar – Estrada GO 239 direção Colinas do Sul

OBs.: Os valores de ingresso e estacionamento dos atrativos e cachoeiras varia entre 5 e 30 reais por pessoa (valores de dezembro de 2015).

O que fazer 

Trekking

O trekking é uma das principais atividades da Chapada dos Veadeiros e alguns dos mais bacanas do Brasil, como a Travessia Leste que inclui os vales dos Rios Macaquinho e Macacão, a Travessia das Sete Quedas no Parque Nacional, e as incríveis travessias no Território Kalunga aproveitando os caminhos que eles percorriam entre uma casa e outra, que ficam léguas de distância entre si.

Canionismo

Veadeiros tem vários cânions com diferentes graus de dificuldade e exigência técnica. Raizama, Morada do Sol são os indicados para quem ainda não se aventurou por um cânion. Macaquinhos, Faria e Currriola são para os experientes. A Travessia Ecoturismo tem uma das operações de cânion mais especializadas do Brasil.

Balonismo

Os voos na Chapada dos Veadeiros acontecem duas vezes ao dia, com decolagem no entorno de Alto Paraíso. A duração do voo é, em média, de 1 hora podendo variar de acordo com as condições de vento e a altura máxima atingida é de 1500 metros acima do nível do solo. Outros locais como a região do Parque Estadual de Terra Ronca, em São Domingos-GO, e do Parque Estadual do Jalapão, no município de Mateiros-TO, também fazem parte dos ares explorados.

Foto de Felipe Tostes

Foto de Felipe Tostes

Cicloturismo

Em Veadeiros há muitas trilhas com paisagens extraordinárias para o cicloturismo. Em Alto Paraíso ou em São Jorge é possível alugar bicicletas de várias modalidades e é recomendável contratar um guia local associado para sua comodidade e segurança. É possível conhecer muitos lugares de bicicleta.

Cachoeirismo ou Cascading

As opções mais comuns para a prática de cachoeirismo são as Cachoeiras Água Fria e Almécegas II, mas em grupo é possível praticar em outras, como a do Rio Macaquinhos. O nível de dificuldade é médio.

Tirolesa “Voo do Gavião”

O Voo do Gavião, localizada na Fazenda São Bento, é uma tirolesa de 850 metros de extensão e 100 metros de altura em seu ponto mais alto. O desafio consiste em deslizar sob dois cabos de aço paralelos, tencionados entre a Serra Almécegas com 1.265 metros de altitude e o morro do Mirante da Fazenda São Bento com 1.210 metros de altitude totalizando um desnível de 55 metros. A Tirolesa recebeu o nome de “Voo do Gavião” pela quantidade de Gaviões Carcarás existente na área. A tirolesa, considerada uma das maiores e mais bonitas do Brasil, voa a 55 km/h. 

Cavalgada

O passeio, de 16 quilômetros, é feito pelas fazendas do distrito de Cavalcante e o percurso exige preparo, pois enfrenta várias descidas.

Gostou desse artigo? Então leia outras postagens sobre a Chapada dos Veadeiros.

Siga o Cruzando Mundo no Instagram, no Twitter e curta a nossa fanpage no Facebook

 

Reserve seu hotel na Chapada dos Veadeiros com o Booking.com sem pagar nada a mais e o blog ganha uma pequena comissão. Você reserva uma ótima hospedagem com preço bacana e ainda contribui com a manutenção do blog.

Seguro viagem brasil 728x90

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.