Localizado em um dos bairros mais arborizados da cidade, entre as encostas do Morro do Corcovado e a Rua Jardim Botânico, o Parque Lage é um dos lugares mais agradáveis do Rio de Janeiro, além de contar com uma ótima estrutura para receber turistas e moradores da cidade.

Construído em 1849, toda a área verde e as construções do parque são tombadas pelo IPHAN desde 1957 como patrimônio paisagístico, ambiental e cultural.

Ligado à história da cidade do Rio de Janeiro, o Parque Lage foi um antigo engenho de açúcar na época do Brasil Colônia e suas terras se estendiam até as margens da lagoa Rodrigo de Freitas.

Depois de passar por alguns proprietários, em 1920, a chácara acabou em mãos do amante das artes, Henrique Lage que para agradar sua mulher, a artista italiana Gabriela Besanzoni, manda construir uma réplica perfeita de um “palazzo romano”, além de reformular parte do projeto paisagístico.

Praticamente todo o material veio da Europa, exclusivamente para a obra. São colunas em mármore, peças em granito e madeiras entalhadas para a construção da mansão inserida em um jardim de mata atlântica, dentro do Parque Nacional da Tijuca.

O palacete foi reformado em 2002 e lá funciona atualmente a EAV – Escola de Artes Visuais. No centro da construção, a sensação fica por conta de uma bela piscina rodeada por colunas de mármore com vista para o Cristo Redentor.

No pátio interno da casa, com direito a vista para o Cristo, uma piscina monumental, toda em pedra, e que em 1968, foi cenário do filme Macunaíma, com Grande Otelo.

O parque conta com um maravilhoso espaço para piqueniques e atividades ao ar livre, diversas trilhas, muito verde e toda exuberância do Cristo Redentor. Os jardins do parque possuem formas geométricas e pequenas grutas espalhadas pelos seus 52 hectares de mata atlântica.

Podem ser observados diversos animais como micos, macacos prego e pássaros que vivem na região.

No entorno da piscina é servido o famoso café da manhã do Parque Lage, no Café Du Lage. Se você preferir, pode lanchar depois do passeio ou comer um prato rápido no melhor estilo bistrô ao final do dia.

Em 1993, a piscina foi cenário da polêmica versão de Hamlet, de José Celso, que reuniu atores nus diante do público, em mais de quatro horas de encenação.

Mais recentemente, ali foi filmado o videoclipe do Snoop Dogg Featuring Beautiful (não perca no final do vídeo, a entrada da bateria de escola de samba).

Escola de Artes Visuais

A EAV, fundada em 1975 por Rubens Gerchman, já lançou nomes como Daniel Senise, Beatriz Milhazes, Jorge Guinle, Leonilson, Nuno Ramos, e ficou famosa por ter criado a Geração 80, fruto da exposição de 1984, “Como vai você, Geração 80?”, que contou com 123 artistas. Hoje a EAV é uma referência em artes plásticas no cenário nacional.

Para conhecer mais sobre a história do Parque Lage, acesse o site oficial. Verifique, também, as orientações para melhor aproveitar sua visita e não transgredir as regras para visitação.

Este é um dos lugares que considero uma visita obrigatória para quem vem à cidade do Rio de Janeiro e para os moradores da cidade.

Informações úteis:

Parque Lage

Rua Jardim Botânico, 414 – Escola de Artes Visuais do Parque Lage – Jardim Botânico
Rio de Janeiro – RJ

Horário de funcionamento: Aberto diariamente das 8h às 17h

Preço: Estacionamento R$7,00. (Preço de 2014)
Café Du Lage
Rua Jardim Botânico, 414 – Escola de Artes Visuais do Parque Lage – Jardim Botânico
Rio de Janeiro – RJ
Tel.: (21) 2226-8125

Horário de funcionamento:

Seg a qui das 9h as 22h:30m

Sex a dom e feriados das 9h às 18h

 

Escola de Artes Visuais do Parque Lage
Rua Jardim Botânico, 414
Jardim Botânico
Rio de Janeiro – RJ – CEP 22.461-000

Tel.: (21) 3257 1800 / (21) 3257.1840
Fax: (21) 3257 1809

Site

Leia tudo sobre Rio de Janeiro e siga-nos também no Facebook e no Instagram.

 

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.