Marrakech nos impressionou por vários aspectos: sua história, sua cor, sua arquitetura e monumentos, seus mercados e seu povo, mas o que mais nos marcou foi, sem dúvida, a Praça Jemaa El Fna ou Djemaa el-Fna e o “clima” que a envolve.

A impressão é de que por mais que eu tente não conseguirei descrever esse local e seus encantos, sua mágica e a transformação que acontece quando o sol se põe.

Uma coisa é certa, é uma experiência única, rica e mágica que dá uma sensação de não querer ir embora.

A Praça Jemaa El Fna é o coração de Marrakech e está localizada bem no meio da Medina.

Não se sabe ao certo a origem do seu nome que em árabe significa “Lugar da morte” e remete às execuções de infiéis e criminosos que aconteceram ali por séculos. Entretanto, a palavra Djemaa também significa mesquita e, neste caso, poderia estar relacionada à esplanada de uma antiga mesquita almorávida que ficava nas cercanias e foi destruída.

Porque é um lugar tão fascinante?

Muitos lugares no mundo são famosos por sua beleza e importância dos edifícios e/ou monumentos que o cercam, mas seguramente, este não é o caso desta praça.

Ainda que não haja atrativos arquitetônicos e nenhuma grande beleza este enorme espaço poligonal fascina e desperta o interesse de turistas do mundo todo e a razão deste fascínio é o povo, seus costumes, seus hábitos, o ir e vir dos marroquinos, o local vazio ou cheio dependendo da hora do dia ou da noite.

Esta é, talvez, a maior vitrine do mundo! Onde a vida e a cultura marroquina passam a todo instante diante de nós e é por isso um Patrimônio Oral da Unesco.

Uma das praças mais conhecidas e movimentadas do mundo, Jemaa El Fna se mostra de duas maneiras totalmente diferentes pela manhã e a noite.

Na parte da manhã e no início da tarde o espaço é ocupado por muitas barracas que vendem o tradicional suco de laranja, por personagens que proporcionando espetáculos inusitados como os encantadores de serpentes, adestradores de macacos, videntes, mulheres que fazem tatuagens de henna e artistas de rua mostrando músicas e danças tradicionais, acrobatas, saltimbancos, faquires, engolidores de espada, contadores de histórias etc.

Uma atração a parte são os trajes típicos berberes usados pelos vendedores de água.

Com o cair da noite chegam as barracas de comida típicas que dominam a praça com seus aromas e oferecendo pratos cheios de sabor e cor como cuscuz quente, cabeças de cordeiro assado, saladas, donuts etc. Tudo pronto para ser degustado nas mesas dispostas em cada barraca.

Mais tarde, quase madrugada, a atmosfera é contagiada pela fumaça dos churrascos e pelas pessoas que chegam à praça atraídas pelo aroma.

Também é possível ver os curandeiros, pregadores e outros charlatães que prometem curas milagrosas para infertilidade e impotência usando raízes misteriosas, ovos de avestruz, incenso e versos do Corão.

Não esqueça de que estamos em pleno século 21 e que Marrakech vive do turismo!

Em um primeiro momento tudo pode parecer muito espontâneo e natural, mas na verdade Jemaa El Fna é um grande teatro e todo esse espetáculo é voltado para o turista e custa caro até para fotografar.

Ao norte de Jemaa El Fna está o souk de Marrakech, o maior do Magrebe, onde a animação da praça continua.

Dicas:

Não deixe de assistir o pôr do sol, as luzes se acendendo e o movimento na praça se modificando para a noite de um dos terraços dos restaurantes a volta da praça. Eu indico os terraços do Cafe de France e do Cafe Glacier, sendo deste último, a melhor vista devido ao posicionamento do café.

 

Tenha DH trocados e em pequenos valores para pagar aos artistas quando você for fotografar. Nunca fotografe ninguém sem antes perguntar se pode e sem negociar o valor.

Com relação à segurança, clique aqui e leia sobre os cuidados que você deve ter.

Compre aqui seus ingressos para conhecer as principais atrações de Marrakech e arredores.

 

Cruzando Mundo viajou a convite do Le Conseil Régional du Tourisme de Marrakech (CRT)

Leia tudo sobre Marrocos e siga-nos também no Facebook e no Instagram.

Você precisa fazer uma reserva de hospedagem?

Faça sua reserva clicando no banner do Booking no nosso blog. Você não vai pagar nada a mais por isso e o blog ganha uma comissão do Booking. Você consegue uma ótima hospedagem com preço bacana e é uma maneira de contribuir com o blog.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.