Na manhã desta quarta-feira, dia 8, aconteceu em São Paulo, a cerimônia de premiação da edição brasileira do Guia Michelin. A cerimonia contou com a presença, em peso, de chefs paulistanos e cariocas.

O D.O.M., do reconhecido Chef Alex Atala, foi o mais bem avaliado, recebendo duas estrelas, enquanto outras 16 casas levaram uma estrela.

Esta é a primeira edição do tradicional guia francês na América do Sul e contempla hotéis e restaurantes do Rio de Janeiro e São Paulo.  A classificação dos estabelecimentos foi feita por inspetores estrangeiros, seguindo os mesmos critérios de avaliação usados nos outros 23 países onde circula: qualidade dos produtos, técnicas de preparo, harmonia dos sabores, personalidade e regularidade da cozinha.

A publicação é bilíngue (português-inglês) e estará à venda a partir desta sexta-feira, dia 10, por R$ 80. O conteúdo também estará disponível gratuitamente para tablets e smartphones.

Confira a lista de estrelados e Bib Gourmand (restaurantes que oferecem boa relação de qualidade e preço) 2015:

DUAS ESTRELAS

São Paulo

D.O.M. (Alex Atala)

UMA ESTRELA

São Paulo

Attimo (Jefferson Rueda)
Epice (Alberto Landgraf)
Tuju (Ivan Ralston)
Maní (Helena Rizzo, Daniel Redondo)
Fasano (Luca Gozzani)
Huto (Fábio Honda)
Jun Sakamoto (Jun Sakamoto)
Dalva e Dito (Alex Atala, Luiz Gustavo Galvão)
Kinoshita (Tsuyoshi Murakami)
Kosushi (George Koshoji)

 

Rio de Janeiro
Oro (Felipe Bronze)
Le Pré Catelan (Roland Villard)
Roberta Sudbrack (Roberta Sudbrack)
Olympe (Claude Troisgros, Thomas Troisgros)
Mee (Rafael Hidaka)
Lasai (Rafael Costa e Silva)

BIB GOURMAND

São Paulo
Mocotó
Esquina Mocotó
L’Entrecôte de Paris
Tian
Brasserie Victória
Sal Gastronomia
Antonietta Empório
Jiquitaia
Mimo
Ecully
Zena Caffè
Miya
Tartar & Co
Arturito
Casa Santo Antônio
Marcel
La Cocotte

Rio de Janeiro
Lima Restobar
Miam Miam
Entretapas
Oui Oui
Restô
Artigiano
Pomodorino
Cais

O Guia Michelin tradicionalmente divide os restaurantes em três categorias: os listados, os Bib gourmands – restaurantes que oferecem boa relação de qualidade e preço – e os estrelados, que são avaliados com uma estrela, duas ou com a cotação máxima de três estrelas (são apenas 111 pelo mundo).

Receber três estrelas significa que o restaurante possui “cozinha excepcional e merece uma visita especial”.

Os restaurantes com duas estrelas são os com excelente cozinha.

Já os premiados com uma estrela são restaurantes que se destacam em sua categoria.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.