Sinônimo de elegância, moda e sofisticação Milão é desde a Idade Média um grande centro comercial, industrial e financeiro. A segunda maior cidade da Itália é bem descolada e fervilha o ano todo tanto com o turismo de lazer, quanto com o de negócios. Em Milão, capital da Lombardia, pode-se ver, sentir e participar do jeito sofisticado e elegante dos italianos.

Situada a 500 km de Roma, a metrópole milanesa também se destaca como capital europeia da moda e do design. Aos consumistas de plantão, a cidade é um paraíso das compras, ostentando o luxo e o requinte das grandes marcas mundiais.

Depois de Roma, este é o polo cultural mais importante da Itália. Seu centro histórico é repleto de museus, palácios, catedrais e monumentos. A rica arquitetura é uma de suas principais atrações, mas também é imensa a quantidade de tesouros artísticos e religiosos que podem ser conferidos em uma infinidade de museus e templos religiosos.

A catedral de Milão ou simplesmente o Duomo, como é chamada, é o mais imponente monumento da cidade e um dos mais impressionantes da Europa. Conheça essa joia arquitetônica no post dedicado exclusivamente a ela.

As áreas verdes são muitas e estão bem localizadas e estruturadas. Entre os parques mais visitados estão o Sempione, onde fica a Torre Branca, um dos melhores mirantes de Milão; o Jardim Público Indro Montanelli, primeiro parque público da cidade; o Jardim della Guastalla e os parques Alessandrini, di Villa Finzi e di Trenno.

Para quem gosta de compras, Milão é a meca da moda e um lugar excelente para comprar roupas de grife. Nas ruas da cidade, principalmente na área conhecida como Quadrilatero d’Oro, é possível encontrar lojas Prada, Dolce & Gabbana, Armani, Gucci, Moschino, Ermenegildo Zegna, entre outras marcas badaladas e luxuosas. A Galeria Vittorio Emanuele II, conhecida como “a sala de visitas de Milão”, está repleta de restaurantes, sorveterias e lojas de grife. Mas, se a ideia for não gastar demais, o que é muito difícil em Milão, compre em alguns dos outlets, principalmente nos arredores da via Corso Buenos Aires. Não deixe de conferir uma das muitas luvarias de Milão, assim como suas lojas de design.

Reserve já seu hotel!!!

Um dos grandes prazeres dos italianos e, por consequência dos milaneses, é mangiare (comer). Um bom vinho com uma boa pasta e está perfeito! Em muitas trattorias e restaurantes você experimenta o fantástico risoto milanês ou um suculento filé à milanesa, pratos tradicionais de Milão. Não deixe de se fartar nas típicas pizzarias e, de sobremesa, não resista às gelaterias.

O melhor é se hospedar próximo ao centro histórico e percorrer a maior parte dos atrativos da cidade a pé. A maioria dos pontos de interesse fica próximos uns dos outros e, de modo geral, no centro histórico.

Se chegar de carro a Milão, dê muita atenção, pois os motoristas que quiserem entrar nas zonas centrais da cidade deverão desembolsar 5 euros por dia. A medida é válida nos dias úteis, das 7h30 às 19h30. Portanto, o melhor é entregar o carro, caso seja alugado e circular a pé, de bicicleta ou usar o transporte público. A principal razão para o pedágio dentro da cidade (que já acontece em outras cidades da Europa) é encorajar o uso do transporte público e reduzir congestionamentos e a poluição.  

Enjoy Milan!

Não viaje sem seguro!!!

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.