Eu sou suspeita para falar sobre Paris, uma cidade encantadora, charmosa e multicultural que me fascina tanto ao ponto de toda vez que eu Paulo viajamos á Europa, fazermos uma parada de alguns dias por lá independentemente do roteiro.

Paris é o desejo de viagem de nove entre cada dez pessoas, principalmente as românticas. É impossível não se render aos encantos da Cidade Luz! Um grande centro cultural, Paris tem opções para todas as idades e para todos os gostos.

A cidade não foi privilegiada com uma geografia que chame a atenção por sua beleza natural, como o Rio de Janeiro ou Veneza, por exemplo. Mas, seu conjunto arquitetônico fabuloso, o charme inconfundível de suas ruas e boulevares e seus imponentes monumentos lembram a todo o momento que se está diante de uma parte do melhor que o ser humano foi capaz de construir e preservar, assim como Roma e seu riquíssimo patrimônio arquitetônico e histórico.

A capital francesa é o destino mais visitado no mundo e, a cada ano, milhões de pessoas passam pela cidade para admirar sua beleza e visitar seus atrativos. Esse fato não é um exagero, uma vez que Paris é charmosa, romântica, divertida, vibrante, detentora de um dos cartões postais mais vistos e conhecidos do mundo – a Torre Eiffel –, além de concentrar um grande número de atrações, sejam culturais ou naturais.

A partir de um vilarejo galo-romano, à cidade do século XXI, Paris viveu profundas mudanças ao longo dos séculos. Capital política, econômica e artística, ela mantém, apesar da ação do tempo e da história, um patrimônio arquitetônico único, que faz dela, não só uma das cidades mais visitadas do mundo, mas a porta de entrada da França.

Paris está dividida em vinte arrondissements (bairros para entender melhor) ou divisões administrativas que estão distribuídas segundo uma espiral que se desenvolve no sentido dos ponteiros do relógio a partir de um ponto central da cidade localizado no Museu do Louvre (arrondissement). Dessa forma os números mais baixos correspondem a arrondissements mais centrais e números maiores a arrondissements mais distantes do centro.

Apesar dos transportes públicos funcionarem, principalmente, pela cidade ter um dos metrôs mais eficientes do mundo, o grande barato é percorrê-la a cidade a pé. Paris te convida às deliciosas caminhadas com cartões postais para todos os lados!

Minha dica é se hospedar em um arrondissement central, de forma a facilitar as caminhadas e integrando-se, assim, à cidade.

Não perca a oportunidade de caminhar do Arco do Triunfo até o Museu do Louvre, atravessando a Champs-Élysées, passando pela Ponte Alexandre III, pelos Petit e Grand Palais, pelo belo Jardin dês Tuileries e, finalmente cruzando o Arco do Triunfo do Carrossel, na Praça do Carrossel, a oeste do Musée do Louvre.

Este roteiro é básico e lhe apresentará muitos atrativos da cidade durante o percurso como o Musée d’Orsay, o Musée de l’Orangerie, o Musée des Invalides entre tantos outros.

Nada como sair caminhando e se perder pelas ruas charmosas de bairros como Le Marais – que é patrimônio histórico da UNESCO -, Montparnasse, Montmartre, Quartier Latin, entre outros. Pelo caminho você se depara a todo o momento com lojinhas que vendem de tudo, as famosas boulangeries (padarias) com croissants fresquinhos e doces que são uma tentação, cafés e bistrôs onde é possível provar várias delícias da culinária francesa.

O idioma oficial é o francês, mas nunca foi tão fácil se comunicar em português em Paris. Com um número cada vez maior de brasileiros em férias na cidade o português está presente em grandes lojas, muitos restaurantes e cafés com cardápios traduzidos. Até mesmo hotéis de categoria turística mantêm funcionários capazes de se comunicar no nosso idioma. Sem falar no inglês que está presente em todas as áreas turísticas e, ao contrário do que já foi um dia, é bastante aceito em lojas, restaurantes e hotéis.

Outra fama que ficou para trás é a ser um povo grosseiro e que recebem mal. Esqueça! Você vai se surpreender positivamente!!!

Desarme-se em relação a esses e outros clichês e aproveite sua estada nessa cidade que, eu aposto, você vai querer voltar!!! Paris deixa sempre um gostinho de quero mais!

Vamos curtir um pouquinho de Paris no vídeo baixo:

“Paris é um desses raros lugares no mundo que marcam a vida de quem a visita em antes e depois de Paris.” Kátia Braga

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.